Os 4 erros que os terapeutas devem evitar no empreendedorismo

  1. Homepage
  2. Marketing para Terapeutas
  3. Os 4 erros que os terapeutas devem evitar no empreendedorismo
Terapeuta Empreendedor Erros Comuns

Os 4 erros que os terapeutas devem evitar

Para não virar estatística do SEBRAE ou não ser um dos 30% dos espaços que fecham as portas em menos de 1 ano, é fundamental que se organize para não cometer os 4 erros que milhares de terapeutas cometem no empreendedorismo digital.

Vamos analisar cada um desses erros:

1.

Não ter um objetivo claramente definido é como navegar em um barco sem leme.

O terapeuta se formou, fez diversos cursos, abriu um espaço para atendimento e se esqueceu de definir um objetivo claro e por escrito sobre o que pretende conquistar na sua jornada.

É importante definir um objetivo claro e por escrito?

– Claro que sim!

Em 1979 foi feita uma pesquisa com os alunos que estavam entrando na faculdade de Harvard. Este estudo foi divulgado no livro do Mark McCommerc, no livro “O que não é ensinado na escola de negócios em Harvard”.

A pergunta feita aos alunos questionava:

  • “Você estabeleceu metas claras, por escrito e fez planos para concretizá-las?”

– 3% responderam que sim;
– 13% responderam que tinham a meta na mente;
– 84% responderam não ter nenhuma meta estabelecida.

Dez anos depois, em 1989, os pesquisadores voltaram a entrevistar aquelas mesmas pessoas.

Aqueles que pertenciam ao grupo dos 84% levavam uma vida mediana, alguns desempregados e outros trabalhando em atividades que não tinham relação com sua formação. Ao analisarem o grupo dos 13% que haviam definido o objetivo apenas na mente, constataram que eles estavam ganhando pelo menos o dobro do que ganhavam os 84%, alguns eram gerentes, diretores, donos de empresas e levavam uma vida de classe média alta. Felizmente, o grupo dos 3% que haviam estabelecido uma meta clara, por escrito e estabeleceram um plano de ação para concretizá-las, estavam ganhando dez vezes mais que a soma total dos 97%.

Por que isso acontece?

A diferença entre os grupos não era a inteligência e nem o aproveitamento do curso, mas o fato de definir metas claras e por escrito, contribui para que a mente encontre o caminho para concretizar os objetivos. Afinal, a mente é teleológica.

Sabendo disso, é importante escolher um objetivo, ok?

2.

Não mirar em um público-alvo na internet é ser reconhecido como terapeuta generalista.

Terapeutas generalistas estão por toda a parte. Basta acessar o site e vai constatar que, a maioria deles, não distribuem conteúdos educativos e se apresentam para seus potenciais clientes como terapeutas que resolvem várias causas.

Em um levantamento da Rocket Matter, empresa que atua na gestão de práticas online e desenvolvimento de softwares, apontou dados importantes sobre sites de terapeutas:

– Quase 40% dos consultórios de pequeno porte não têm site;
– Apenas 53% dos sites de consultórios apresentam um conteúdo organizado;
– Somente ⅓ dos sites do ramo são otimizados para dispositivos móveis;
– 68% não têm um endereço de e-mail na página inicial;
– 27% não têm um número de telefone na página inicial;
– 97% dos sites falham na entrega de conteúdos personalizados para seus usuários.

Não 3% dos terapeutas do Brasil estão fazendo o que precisa ser feito e, quando decidem fazer, o fazem sem qualquer planejamento estratégico de marketing. É o que iremos ver no próximo erro.

3.

Não elabora um planejamento estratégico nem para alcançar o objetivo e nem para fazer a distribuição de conteúdos educativos sobre um nicho específico.

Novamente, o ponto central é a falta de planejamento.

É comum observar nas redes sociais que terapeutas criam páginas de fãs e convidam todo mundo para fazer parte. Não há nada de errado nisso, mas perceba que parentes, amigos e familiares, muitas vezes, não fazem parte do público-alvo quando a distribuição de conteúdos é feita de forma estratégica.

Mas não é isso que acontece!

Depois de visitar centenas de páginas de fãs, constatamos que muitos terapeutas continuam com a publicação de conteúdo genérico. Faz uma publicação sobre acupuntura, outra sobre reiki, outra sobre chacras e por aí vai.

No começo as coisas parecem estar indo bem, isto é, recebe algumas curtidas, mas, com o tempo, as pessoas deixam de curtir porque não é interesse delas ficarem recebendo conteúdos sobre diversas áreas. Muitos decidiram curtir o canal porque foram convidados, tem alguma consideração pela pessoa e achou educado se inscrever.

O que isso causa? Como o terapeuta se sente ao ver que não está sendo mais curtido?

Ele simplesmente abandona a rede social e diz que não funciona.

Para de fazer postagens genéricas e pare de deixar tudo para lá, o que é muito ruim para seu nome ou a marca. Agora imagine que alguém esteja interessado em serviços terapêuticos, por qualquer motivo, e decidi procurá-lo na rede social e ver que sua página profissional está abandonada, o que você acha que pode acontecer?

A distribuição de conteúdo deve ser feita com objetivo, deve ser mirada em um público alvo, com foco em ajudar o potencial cliente a tomar a decisão de contratar os seus serviços e não os serviços oferecidos pelo concorrente.

Vamos ao quarto erro.

4.

Não fazer investimento em marketing é outro erro fatal que leva os terapeutas a desistirem das suas áreas de atuação.

“As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer alguma coisa. Deviam preocupar-se mais com os custos de não fazer nada.”

– Philip Kotler

Não investir em marketing é um dos maiores erros que os terapeutas podem cometer porque não planejar e executar ações de marketing é um dos fatores responsáveis que levam as empresas à falência, divulga constantemente o SEBRAE.

Junte-se ao projeto Terapeutas PRO e tenha acesso a videoaulas de planejamento estratégico para dar seus primeiros passos na ciência de atrair, conquistar e fidelizar clientes para seu consultório ou espaço.

Saiba mais

Adi Barbosa

Author Since:  August 23, 2020

Adi Barbosa é Psicoterapeuta e Master Coach com dupla certificação e Professional Coach in Business and Human Resources pela EPC, Practitioner em Programação Neurolinguística – PNL, Analista Comportamental DISC pela Solides e idealizador do método IDEIA: planejamento estratégico de marketing digital. Ajuda terapeutas expandir sua mensagem transformadora e atrair clientes por meio da internet.

Copyright © 2021 | Terapeutas Pro | Todos os Direitos Reservados | Atenção: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.